E foi assim que tudo começou…

Histórias são feitas de ações, mas começam com pensamentos, desejos e vontades. Grandes histórias são feitas de desejos que se tornam realidade e mudam a vida das pessoas para melhor. A história da Casa do Amor, é também a história de uma mulher chamada Carminha, que tinha um desejo muito grande de mudar o mundo. Ela queria ter uma casa para amparar os doentes carentes de Vitória da Conquista (Conquista) e conseguiu contagiar muitas outras pessoas com suas ideias de transformação social. O desejo de Carminha se tornou realidade e em seus primeiros 13 anos de vida a Casa do Amor já ofereceu abrigo, alimentação e cuidados para mais de 5.000 famílias carentes que tiveram que enfrentar o câncer.

Um desejo de mudar o mundo e um mundo carente por mudanças

Desde muito nova Carminha se sentia muito ligada aos menos favorecidos. Essas pessoas eram uma extensão dela mesma, e as necessidades delas eram também suas necessidades. Ela fazia trabalhos voluntários para ajudar os andarilhos e enfermos e dentro dela foi crescendo uma vontade de ter uma casa para cuidar melhor dessas pessoas.

Em 1999 uma irmã de Carminha teve câncer e ela acompanhava a sua irmã nas seções de quimioterapia. Esse foi o mesmo ano em que o SUS começou a oferecer tratamento de câncer em Conquista, para atender todas as cidades da região sudoeste da Bahia. Os pacientes de outras cidades precisavam se manter em Conquista para se tratarem e muitos acabavam abandonando o tratamento por não terem condições financeiras de ficar na cidade.

No primeiro dia do tratamento de quimioterapia da sua irmã, Carminha encontrou uma senhora que chorava muito. Ela morava em Bom Jesus da Lapa e precisava se tratar de um câncer. No entanto, essa senhora não tinha dinheiro para ficar em Conquista e sabia que iria morrer se voltasse para casa sem tratamento. Carminha teve uma reação extraordinária, ela convidou essa senhora para ficar em sua casa. Essa mesma situação se repetiu outras vezes e quando não havia espaço em sua casa para acomodar mais ninguém Carminha saiu pela cidade em busca de ajuda.

Da casa de Carminha para a Casa do Amor

Uma pessoa com um desejo sincero de mudar o mundo pode ter um poder incrível de contagiar outras pessoas. Foi isso o que aconteceu com a Casa do Amor, muitas outras pessoas se juntaram a Carminha e tornaram esse projeto possível.

Casa do Amor Vitória da Conquista

Primeira sede da Casa do Amor
Fonte: Arquivo Casa do Amor

Primeiro foi dona Dalva flores que ajudou, oferecendo a garagem do Albergue Nosso Lar para abrigar provisoriamente alguns pacientes. Depois foi o arcebispo Dom Geraldo Lyrio que cedeu uma casa da diocese onde foi possível acomodar mais pessoas. A casa estava muito deteriorada e o padre Edilberto Amorim ajudou a arrecadar doações para uma reforma. Mais pra frente foi o Dr. Valverde que se juntou a causa e cooperou muito para o crescimento da Casa do Amor, que nessa época se chamava Casa do Câncer.

Dr. Valverde conseguiu um terreno com a prefeitura de Conquista e desenvolveu muitos projetos para arrecadar doações e construir uma nova Casa do Amor. Uma casa projetada com os recursos necessários para que a Casa do Amor pudesse se profissionalizar e ter instalações para melhor atender as necessidades dos pacientes. Quartos espaçosos com leitos para acomodar 80 pessoas, salas de convivência, refeitório, cozinha, farmácia, consultórios e capela. A casa foi construída com a ajuda da comunidade Conquistense sob os cuidados do engenheiro civil Paulo Andrade e foi inaugurada em Janeiro de 2010.

Muitas outras pessoas e organizações cooperam hoje para que a Casa do Amor ofereça um serviço de qualidade aos pacientes de câncer e seus acompanhantes. A Casa conta com o talento e a dedicação de funcionários e profissionais voluntários da área de medicina, enfermagem, nutrição, assistência social e psicologia.

Que venham os próximos desafios

Contudo os desafios são grandes porque a procura pelos serviços da Casa do Amor é cada vez maior. As vezes são tantas pessoas precisando de assistência que pacientes ficam hospedados até na capela. Certamente essa não é uma situação ideal, no entanto é melhor do que rejeitar pessoas que precisem de ajuda. Por isso a Casa do Amor segue na sua meta de melhorar cada vez mais suas instalações e serviços para oferecer as pessoas o tratamento de qualidade que elas merecem.

A Casa do Amor é um exemplo de que é possível combater injustiças sociais e transformar a sociedade em lugar melhor para se viver. Com força de vontade e um trabalho bem feito é possível dar apoio para que todas as pessoas possam enfrentar o câncer e lutar pela vida.  A vida merece uma chance. Por ela sempre vale a pena lutar.

Anúncios

Compartilhe suas ideias aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s